Resenha| Confissões de um Amigo Imaginário, de Michelle Cuevas

00:03 Sofia Trindade - Fórmula do Amor 1 Comments

Resultado de imagem para Confissões de um amigo imaginário
Autora: Michelle Cuevas / Ano: 2016 / Páginas: 176 / Editora: Galera Júnior / Nota: 5 (Favorito)
Sinopse: Uma imperdível aventura de alguém que descobre existir apenas na imaginação de uma garotinha. Um livro para todos aqueles que, um dia, já se sentiram à margem, deixados de lado... invisíveis Jacques tem uma leve suspeita de que ninguém gosta dele. Professores o ignoram solenemente quando levanta a mão e até mesmo seus pais precisam ser lembrados de colocar um lugar à mesa para ele! Graças a Deus por Fleur, a irmã e companheira constante. Mas então Jacques descobre uma verdade devastadora: ele não é o irmão de Fleur; é seu amigo imaginário! E aí começa uma tocante e divertida busca por seu eu verdadeiro. Uma imperdível jornada em busca do significado da vida leva Jacques de encontro às mais peculiares crianças, imaginárias e reais, e o faz descobrir a incrível e invisível maravilha de ser quem se é.

"Confissões de um Amigo Imaginário" é um livro infantil carregado de emoções e lições de vida. O livro mostra a vida de Jacques, um garoto que vive aventuras imaginárias incríveis ao lado da irmã, mas que se sente invisível para o resto do mundo.
A vida de Jacques vira de ponta cabeça quando ele descobre que realmente é invisível para o resto do mundo, pois Jacques é um amigo imaginário, que foi criado pela pessoa que ele mais ama. Sua irmã.

Revoltado com o fato de não ser real e mais revoltado ainda por descobrir que não tinha vida própria, a não ser a imaginada pela criadora, Jacques aprende uma forma de se libertar da mente que o imaginou e parte em busca de novas aventuras. Mas um detalhe importante o amigo esqueceu de aprender: Jacques será sempre imaginário e nunca será totalmente livre, totalmente real.

Michelle Cuevas teve uma imaginação e simplicidade tão incrível na hora de criar a historia de Jacques, que me apaixonei logo de cara. Mesmo sendo um livro mais leve, puxado para o público infantil, podemos sentir a carga emocional que o enredo possui. A autora tem uma escrita muito boa de ser lida, então a gente acaba lendo o livro em poucos dias.

Jacques teve que aprender a se redescobrir, a se permitir sentir coisas novas, e com isso ele acabou mudando não só sua vida como a vida das pessoas que ele passou. Foi praticamente impossível segurar as lágrimas com o desfecho lindo que a história possui. Me senti honrada por ter tido a oportunidade de ler algo tão bom, tão tocante e emocionante. Sem dúvidas "Confissões de um Amigo Imaginário" marcou minhas leituras do ano e da vida também.

Preciso espalhar para o mundo o quão bom o livro é, e recomendar a todos que leiam e reascendam a chama imaginaria que existe dentro de nós.

"As vezes, problemas imaginários são mais difíceis de suportar do que problemas reais".
Resenha feita em parceria com a Editora Galera Record.

1 Comentários:

ATIVE AS NOTIFICAÇÕES de resposta clicando em "Notifique-me", no canto DIREITO da caixa de comentários.
Isso aumenta a interação entre blogueiro e leitor e você pode ler minha resposta :)

Resenha| Meio Rei, de Joe Abercrombie

00:03 Sofia Trindade - Fórmula do Amor 0 Comments

Autor: Joe Abercrombie / Ano: 2016 / Páginas: 288 / Editora: Arqueiro / Nota: 5/5 (Favorito)
Sinopse: Filho caçula do rei Uthrik, Yarvi nasceu com a mão deformada e sempre foi considerado fraco pela família. Num mundo em que as leis são ditadas por pessoas de braço forte e coração frio, ser incapaz de brandir uma espada ou portar um escudo é o pior defeito de um homem.
Mas o que falta a Yarvi em força física lhe sobra em inteligência. Por isso ele estuda para ser ministro e, pelo resto da vida, curar e aconselhar. Ou pelo menos era o que ele pensava.
Certa noite, o jovem recebe a notícia de que o pai e o irmão mais velho foram assassinados e não lhe resta escolha a não ser assumir o trono. De uma hora para outra, ele precisa endurecer para vingar as duas mortes. E logo sua jornada o lança numa saga de crueldade e amargura, traição e cinismo, em que as decisões de Yarvi determinarão o destino do reino e de todo o povo.

Depois de ler Meio Rei percebi que agora tenho um relacionamento de amor e ódio com Joe Abercrombie. Por ter me decepcionado grandemente com a trilogia "A primeira lei" fiquei com um pé atrás quando soube que o autor lançaria uma nova trilogia. Mesmo assim pude deixar o medo de lado e decidi que daria uma chance as histórias do autor. "Meio Rei" virou um dos meus favoritos e Joe foi perdoado pela decepção que me fez passar.

Yarvi é um príncipe amaldiçoado. Por ter nascido com a mão esquerda aleijada. O príncipe foi rejeitado pelo pai, humilhado pelo irmão e ignorado pela mãe. Com toda sua família e seu reino o tratando como um nada, a única solução que Yarvi encontrou foi abrir mão de sua posição e se dedicar ao ministério, já que para ser um ministro ele não precisaria de armas ou duas mãos, precisaria apenas de sua sabedoria.

Perto de concluir seus aprendizados e finalmente se tornar um ministro seus planos são frustados com a notícia de que seu pai e irmão haviam morrido em batalha, e agora ele, que sempre foi hostilizado por ser aleijado, deveria assumir o trono de seu reino. Deveria ser rei.

A partir daí Yarvi jura se vingar dos assassinos que mataram seu pai e irmão e para isso nenhum esforço será poupado. Mas para sua surpresa o meio Rei acaba sendo traído por alguém que ele nunca imaginava e agora precisa usar sua inteligência para sobreviver a um destino que ele nunca havia sonhado.

Fiquei totalmente surpresa quando comecei a ler as primeiras páginas do livro, principalmente por constar que algo mais leve e simples me aguardava. Abercrombie soube muito bem diferenciar uma faixa etária de outra e conduziu a narração de uma forma incrivelmente jovem, diferente da narrativa pesada e maçante que "A primeira lei" possui.

Um dos pontos que critiquei na outra trilogia foi a falta de personagens femininas nos livros do autor, o livro possui uma presença feminina um pouco maior, e ao que tudo indica no próximo volume uma guerreira estará no comando da história.

Não consegui sentir nenhuma falha no enredo. Pra mim tudo foi se encaixando no tempo certo e da forma que deveria ser. Algumas pessoas se decepcionaram com o final, mas isso não ocorreu no meu caso. Gostei muito do desfecho e não poderia ter imaginado um final melhor.

Mesmo com tantos elogios recomendo que quem ainda não conhece a escrita de Joe tenha calma e paciência. A leitura pode ser extremamente maravilhosa para alguns, como foi para mim, ou cansativa para outros, o que eu acredito que não acontecerá.

Resenha feita em parceria com a Editora Arqueiro.

0 Comentários:

ATIVE AS NOTIFICAÇÕES de resposta clicando em "Notifique-me", no canto DIREITO da caixa de comentários.
Isso aumenta a interação entre blogueiro e leitor e você pode ler minha resposta :)

Lançamentos do mês de Outubro | Arqueiro e Sextante

06:00 Sofia Trindade - Fórmula do Amor 0 Comments



Olá, pessoal! Como vão? Sei que dei uma sumida aqui do blog, mas minha doce vida virou de ponta cabeça e agora estou tentando conciliar toda minha rotina. Mas sem mais delongas hoje trago pra vocês os lançamentos do mês de Outubro da Editora Sextante e Arqueiro. Como sempre a editora tem livros para todos os gostos e tenho certeza que pelo menos um chamará sua atenção.


O Código Da Vinci - Edição especial para jovens / Dan Brown. Um assassinato dentro do Museu do Louvre traz à tona uma sinistra conspiração para revelar um segredo protegido por uma sociedade secreta desde os tempos de Jesus Cristo.
Com a ajuda da criptógrafa Sophie Neveu, o professor de Simbologia Robert Langdon segue pistas ocultas nas obras de Leonardo Da Vinci e se debruça sobre alguns dos maiores mistérios da cultura ocidental – do sorriso da Mona Lisa ao significado do Santo Graal.
Mesclando os ingredientes de um envolvente suspense com informações sobre obras de arte, documentos e rituais secretos, O Código Da Vinci consagrou Dan Brown como um dos autores mais brilhantes da atualidade e agora chega em nova versão, especialmente preparada para o público jovem, com fotos coloridas que enriquecem ainda mais o livro.

Ligeiramente Pecaminosos / Mary Balogh. Em meio à Batalha de Waterloo, lorde Alleyne Bedwyn é ferido e dado como morto pela família. Ao acordar, ele se vê no quarto de um bordel sem lembrar quem é ou como foi parar ali. Sua única certeza é que deseja conquistar o coração do anjo que cuida dele todo dia.
Contudo, assim como ele, Rachel York não é quem parece. Depois de enfrentar uma situação difícil, que a levou a viver numa casa de pecados, agora a bela e inteligente jovem precisa recuperar seu dinheiro e as economias das amigas prostitutas, roubados por um falso clérigo. E o belo soldado de quem vem cuidando parece perfeito para se passar por seu marido e ajudá-la em seus planos.

Porém, apesar de ter perdido a memória, Alleyne não perdeu nada de sua sedução. De volta a Londres, os dois se envolvem em um escândalo pecaminoso e, a cada beijo, esquecem que seu relacionamento é apenas uma farsa e ficam mais perto de se entregar à paixão.

Depois Daquela Montanha / Charles Martin. O Dr. Ben Payne acordou na neve. Flocos sobre os cílios. Vento cortante na pele. Dor aguda nas costelas toda vez que respirava fundo.
Teve flashes do que havia acontecido. Luzes piscavam no painel do avião. Ele estava conversando com o piloto. O piloto. Ataque cardíaco, sem dúvida. Mas havia uma mulher também – Ashley, ele se lembra. Encontrou-a. Ombro deslocado. Perna quebrada.

Agora eles estão sozinhos, isolados a quase 3.500 metros de altitude, numa extensa área de floresta coberta por quilômetros de neve. Como sair dali e, ainda mais complicado, como tirar Ashley daquele lugar sem agravar seu estado? À medida que os dias passam, porém, vai ficando claro que, se Ben cuida das feridas físicas de Ashley, é ela quem revigora o coração dele. Cada vez mais um se torna o grande apoio e a maior motivação do outro. E, se há dúvidas de que possam sobreviver, uma certeza eles têm: nada jamais será igual em suas vidas.


A Sombra do Passado / Sylvain Reynard. A jovem e doce Raven Wood está em Florença trabalhando na restauração de O nascimento de Vênus, de Sandro Botticelli. Certa noite, ao tentar evitar que um sem-teto seja agredido, ela mesma fica em perigo, mas é salva a tempo pelo belo e poderoso William York. Depois desse encontro, eles se envolvem numa improvável e avassaladora paixão.

O príncipe vampiro jura seu amor por Raven e promete se vingar de todos os que um dia a feriram. Contudo, ela prefere não ceder à violência e, para surpresa de William, busca nele algum traço de humanidade sob a aparente frieza – alguma bondade que lhe permita entregar-se a ele sem receios.

Mas um perigo terrível pode pôr fim à felicidade do casal. Uma sombra se espalha por Florença, colocando em risco a paz que há séculos existe entre seres humanos e sobrenaturais. Enquanto tenta proteger Raven, o príncipe precisa descobrir quem o traiu e evitar uma guerra entre poderes há muito adormecidos.

O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida / Kate Eberlen. Tess e Gus foram feitos um para o outro. Só que eles não se encontraram ainda.

E pode ser que nunca se encontrem... Tess sonha em ir para a universidade. Gus mal pode esperar para fugir do controle da família e descobrir sozinho o que realmente quer ser. Por um dia, nas férias, os caminhos desses dois jovens de 18 anos se cruzam antes que os dois retornem para casa e vejam que a vida nem sempre acontece como o planejado.

Ao longo dos dezesseis anos seguintes, traçando rumos diferentes, cada um vai descobrir os prazeres da juventude, enfrentar problemas familiares e encarar as dificuldades da vida adulta. Separados pela distância e pelo destino, tudo indica que é impossível que um dia eles se conheçam de verdade... ou será que não?

Rogéria - Uma Mulher e Mais Um Pouco / Márcio Paschoal (Selo: Estação Brasil). “Um homem vestido de mulher está a um passo do ridículo. Mas para o artista não existe ridículo.” – Rogéria 
Marcio Paschoal mergulha na alma de Astolfo e mostra como, com talento e superação, ele transformou sua maior criação, Rogéria, num sucesso absoluto. 
A história de Rogéria mais parece ficção. Nascida Astolfo Barroso Pinto, teve de enfrentar grandes desafios para se afirmar como homossexual, ícone do transformismo e, acima de tudo, artista. 
Movida por uma enorme paixão pela arte e pela vida, conquistou, ao longo de mais de 50 anos de carreira, seu espaço no teatro, no cinema e na televisão, consagrando-se como uma personagem irresistível, quase mítica: Rogéria, o travesti da família brasileira. 
Neste livro, Marcio Paschoal reconstrói a intensa trajetória de Astolfo-Rogéria desde seus primeiros passos como maquiador das cantoras da era do rádio e das estrelas da TV Rio, passando por sua estreia nos palcos em plena época da ditadura, o sucesso internacional e o reconhecimento artístico em seu retorno ao Brasil. 
Para traçar um retrato fiel de Rogéria, o autor fez uma grande pesquisa iconográfica, reunindo fotos lindíssimas. Também optou por dar voz à biografada, que conta, com toda a sua irreverência, deliciosas histórias do showbiz. 
Sem citar nomes, mas dando pistas suficientes para instigar os leitores, Rogéria revela detalhes picantes de seus casos de amor com políticos, artistas, empresários, esportistas e jornalistas. 
Rogéria costuma dizer que um travesti precisa de inteligência e talento para saber que não é mulher de verdade. Essas são qualidades que não faltam a Rogéria, mulher e mais um pouco.


O Homem mais inteligente da História / Augusto Cury. Psicólogo e pesquisador, Dr. Marco Polo desenvolveu uma teoria inédita sobre o funcionamento da mente e a gestão da emoção. Após sofrer uma terrível perda pessoal, ele vai a Jerusalém participar de um ciclo de conferências na ONU e é confrontado com uma pergunta surpreendente: Jesus sabia gerenciar a própria mente?

Ateu convicto, Marco Polo responde que ciência e religião não se misturam. No entanto, instigado pelo tema, decide analisar a inteligência de Cristo à luz das ciências humanas. Ele esperava encontrar um homem simplório, com poucos recursos emocionais. Mas ao mergulhar na inquietante biografia de Jesus presente no Livro de Lucas, suas crenças vão sendo pouco a pouco colocadas em xeque.

Para empreender essa incrível jornada, Marco Polo vai contar com uma mesa-redonda composta por dois brilhantes teólogos, um renomado neurocirurgião e sua assistente, a psiquiatra Sofia. Juntos, eles irão decifrar os sentidos ocultos em um dos textos mais famosos do Novo Testamento.
Os debates são transmitidos via internet e cativam espectadores em todo o mundo - mas nem todos estão preparados para ver Jesus sob uma ótica tão revolucionária. Agora os intelectuais terão que lidar com seus próprios fantasmas emocionais e encarar perigos que jamais imaginaram enfrentar.

Todo mundo tem um anjo da guarda / Pedro Siqueira. “Aonde quer que eu vá dirigir grupos de oração, os fiéis me perguntam se têm um anjo protetor. Minha resposta é sempre a mesma: todo mundo tem um anjo da guarda! Desde a concepção, Deus designa a todos um ser angélico para acompanhá-los em sua jornada neste mundo.” — Pedro Siqueira. Os anjos da guarda são presentes de Deus para todas as pessoas, sem exceção. Essa é a verdade que Pedro Siqueira quer transmitir para nós. Muitas vezes esquecidos, ignorados ou até desacreditados, nossos protetores ainda são um mistério para a maioria dos fiéis. Em seu novo livro, Pedro abre esse universo aos leitores. Partindo de uma visão geral das criaturas celestes, ele explica que é possível ver nossos anjos da guarda e até saber seus nomes. Além disso, mostra como podemos nos comunicar com eles para estreitar os laços com Deus. Dirigindo terços para milhares de fiéis, com visões espirituais intensas, Pedro tem uma extensa bagagem de experiências próprias e relatos que lhe dão embasamento suficiente para tratar de um assunto frequentemente insondável. Por meio de diversos casos, Todo mundo tem um anjo da guarda tira as principais dúvidas sobre o tema e oferece um conhecimento fundamental para quem almeja uma vida espiritual mais profunda.

The Beatles / Steve Turner. Este livro reúne todas as canções do grupo musical mais aclamado de todos os tempos, trazendo as letras completas e detalhes de quando, como, onde e por que cada álbum foi concebido. Grande conhecedor da banda, o jornalista Steve Turner explora as origens, as influências e os significados das músicas, identificando ainda os personagens e as histórias por trás das canções. Repleto de fotos, ilustrações, entrevistas, curiosidades e histórias de bastidor, este livro é a celebração definitiva do mais importante catálogo musical do século XX.

0 Comentários:

ATIVE AS NOTIFICAÇÕES de resposta clicando em "Notifique-me", no canto DIREITO da caixa de comentários.
Isso aumenta a interação entre blogueiro e leitor e você pode ler minha resposta :)

Resenha| Onde os Demônios Habitam, de Bella Nine

00:03 Sofia Trindade - Fórmula do Amor 0 Comments

Autora: Bella Nine / Ano: 2016 / Páginas: 234 / Editora: Autografia / Nota: 3-5
Sinopse: “Onde os Demônios Habitam”, de Bella Nine, conta a história de Eric, um adolescente de 17 anos que está no último ano do Ensino Médio e faz parte de uma família problemática. Sua vida em casa é um inferno: seu pai é um bêbado que agride sua mãe todos os dias e ela, uma dona de casa que não reage às agressões e cobra muito do filho. O rapaz vive um tormento diário e não sabe mais o que fazer.
Eric passa grande parte da sua adolescência dividido entre fugir de casa e largar a mãe com seu pai em sofrimento, ou levá-la consigo para longe do esposo. Os demônios do garoto estão dentro de sua própria casa, desestruturada e violenta. Mas, mesmo que ele conte com o apoio de dois melhores amigos, Carla e Pedro, esses demônios também estão dentro deles


Eric é um adolescente com problemas. Cresceu vendo seu pai bêbado agredir sua mãe fisicamente, sexualmente e psicologicamente e também foi vítima dos abusos do homem que o gerou.
Para camuflar o transtorno que passa o jovem se acostumou a mentir desde cedo, escondendo seus sentimentos e traumas até mesmo de seus amigos mais íntimos, Pedro e Carla.

Ao ver na natação um ponto de fuga para sua vida, Eric precisa decidir se toma coragem para enfrentar seus demônios ou se fica para proteger a única pessoa que compartilhou dessa dor e que mais foi afetada com isso: sua mãe.

Com uma proposta profunda e melancólica que particularmente me atrai em grande parte dos livros que leio, "Onde os demônios habitam" de Bela Nine, tenta trazer a literatura a vida de um jovem que precisa de ajuda, mas que por medo nunca teve coragem de dar um grito de socorro.

Pela sinopse pude me identificar um pouco com Eric, então o livro era daqueles que provavelmente iria fazer parte da minha lista de favoritos. Com grande pesar digo que essa não foi uma das minhas melhores leituras do ano e que a autora não soube aproveitar uma história com um gancho perfeito para fazer com que inúmeros leitores derramassem suas lágrimas.

O foco do livro, ao menos em teoria, é em Eric. No começo do livro temos uma cena forte que explicaria dali pra frente a personalidade do personagem, mas nas primeiras cem páginas não consegui gostar nem um pouco de Eric e muitas de suas atitudes egocêntricas que me tiravam do sério. Após algumas páginas o enredo já não estava mais fazendo sentido para mim e o foco da história foi para muito longe, fazendo com que eu me perguntasse onde estava a proposta que foi tão atrativa para mim na sinopse.

Não senti a necessidade de tratar alguns assuntos de outros personagens naquele momento, pois foi uma necessidade que só ultrapassou a história principal e não trouxe uma resolução para nada que foi tratado no enredo. Entendo perfeitamente que teremos outro livro, mesmo assim gostaria que houvesse um desenvolvimento mais profundo no que se passava na casa de Eric.

O livro precisa de uma revisão mais detalhada. A falta de travessão me incomodou muito no começo, e mesmo que tenha se tornado normal depois de um tempo não consegui deixar de notar que faltou muita atenção por parte da editora nesse ponto.

Os assuntos tratados no livro são profundos, nós temos personagens que precisam muito se expressar, (o que se tornou um ponto interessante, visto que nós vivemos em um sociedade com jovens que precisam falar de seus sentimentos, medos, etc), um final muito interessante e impactante. Eu só queria mesmo que toda história fosse mais organizada e focada na família de Eric.

A leitura não foi tão agradável quanto foi esperado da minha parte, mesmo assim fiquei um pouco curiosa para saber o desfecho de Eric e seus problemas. Fico no aguardo para saber se o próximo volume irá me agradar totalmente ou não.

Resenha feita em parceria com a Editora Autografia.

0 Comentários:

ATIVE AS NOTIFICAÇÕES de resposta clicando em "Notifique-me", no canto DIREITO da caixa de comentários.
Isso aumenta a interação entre blogueiro e leitor e você pode ler minha resposta :)