A Hora da Estrela-Clarice Lispector

20:20 Sofia Trindade - Fórmula do Amor 1 Comments



Olá pessoal,aqui é a Rafa,hoje vim falar desse livro que li ,da Clarice Lispector,é muito bom,gostei bastante.É um romance ,foi publicado pela Francisco Alves Editora, 17a; ,a historia é narrada por um escritor fictício chamado Rodrigo S.M ,que conta a historia de Macebéa que vem de Alagoas  para o Rio de Janeiro,é datilógrafa,dividi o quarto com mais quatro colegas ,e começa a nomorar com Olímpio de Jesus.A Hora da Estrela  é o penúltimo romance e último livro publicado em vida pela escritora brasileira Clarice Lispector.Eu não sabia mas tem até o filme .Espero que vocês tenham a oportunidade de  ler,assim como eu,beijinhos :)
O romance narra a história da datilógrafa alagoana Macabéa, que migra para o Rio de Janeiro, tendo sua rotina narrada por um escritor fictício chamado Rodrigo S.M.Começa a namorar Olímpico de Jesus, que não vê nela chances de ascensão social de qualquer tipo. Assim sendo, abandona-a para ficar com Glória (colega de trabalho de Macabéa), cujo pai era açougueiro, o que sugeria ao ambicioso nordestino a possibilidade de melhora financeira.O livro possui duas temáticas: é uma obra sobre a vida de uma retirante na cidade grande, mas também uma reflexão sobre o papel da escritora na sociedade antiga. É talvez o seu romance mais famoso, sendo adaptado para o cinema por Suzana Amaral em 1985.A moça tinha hábitos e manias que aliviavam um pouco a solidão e o vazio de sua existência. Entretinha-se ouvindo a Rádio Relógio num aparelho emprestado de uma das colegas. Essa emissora informava a hora certa, transmitia cultura inútil e propaganda, sem nenhuma música. A garota colecionava também anúncios de jornais e revistas, que colava num álbum. Certa vez, cobiçou um creme cosmético, que preferia comer em vez de passar na pele.Era muito magra e pálida, pois não se alimentava direito. Basicamente vivia de cachorro-quente com Coca-Cola, que comia na hora do almoço, em pé, no balcão de uma lanchonete ou no escritório em que trabalhava. Não sabia o que era uma refeição quente. Seus luxos consistiam em pintar de vermelho as unhas, que roía depois, comprar uma rosa e, quando recebia o salário, ir ao cinema, o que a fazia desejar ser estrela de cinema, como Marilyn Monroe, seu grande sonho.   

O Trailer

Você pode ler também

Um comentário:

  1. Parece um bom livro. Gosto de romances :) Sem falar que virou filme, então deve ser realmente legal HEHE
    Sofia, eu não quero parecer inconveniente, mas aquele menuzinho de TAG's é do POM, e acho que você esqueceu de creditar no final :S Acontece, ok? Não quero ser chato, mas me sinto na obrigação de alertar!
    Bjão e desculpa o transtorno! :)
    http://blog-part-of-me.blogspot.com/

    ResponderExcluir

ATIVE AS NOTIFICAÇÕES de resposta clicando em "Notifique-me", no canto DIREITO da caixa de comentários.
Isso aumenta a interação entre blogueiro e leitor e você pode ler minha resposta :)