Ismália

18:24 Sofia Trindade - Fórmula do Amor 2 Comments


Ismália

Alphonsus de Guimaraens

Quando Ismália enlouqueceu,
Pôs-se na torre a sonhar...
Viu uma lua no céu,
Viu outra lua no mar.

No sonho em que se perdeu,
Banhou-se toda em luar...
Queria subir ao céu,
Queria descer ao mar...

E, no desvario seu,
Na torre pôs-se a cantar...
Estava perto do céu,
Estava longe do mar...

E como um anjo pendeu
As asas para voar...
Queria a lua do céu,
Queria a lua do mar...

As asas que Deus lhe deu
Ruflaram de par em par...
Sua alma subiu ao céu,
Seu corpo desceu ao mar...

Você pode ler também

2 comentários:

  1. Minha professora de Literatura leu esse poema em aula, e rendeu uma boa reflexão. Ele ainda me deixa emocionada. São tão poucas palavras, mas sentimentos tão profundos de solidão, desencontro e desejo... Obrigada por ter postado!

    coelhosdechapeu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto.
    the-insanegirl.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

ATIVE AS NOTIFICAÇÕES de resposta clicando em "Notifique-me", no canto DIREITO da caixa de comentários.
Isso aumenta a interação entre blogueiro e leitor e você pode ler minha resposta :)