Resenha| Onde os Demônios Habitam, de Bella Nine

00:03 Sofia Trindade - Fórmula do Amor 0 Comments

Autora: Bella Nine / Ano: 2016 / Páginas: 234 / Editora: Autografia / Nota: 3-5
Sinopse: “Onde os Demônios Habitam”, de Bella Nine, conta a história de Eric, um adolescente de 17 anos que está no último ano do Ensino Médio e faz parte de uma família problemática. Sua vida em casa é um inferno: seu pai é um bêbado que agride sua mãe todos os dias e ela, uma dona de casa que não reage às agressões e cobra muito do filho. O rapaz vive um tormento diário e não sabe mais o que fazer.
Eric passa grande parte da sua adolescência dividido entre fugir de casa e largar a mãe com seu pai em sofrimento, ou levá-la consigo para longe do esposo. Os demônios do garoto estão dentro de sua própria casa, desestruturada e violenta. Mas, mesmo que ele conte com o apoio de dois melhores amigos, Carla e Pedro, esses demônios também estão dentro deles


Eric é um adolescente com problemas. Cresceu vendo seu pai bêbado agredir sua mãe fisicamente, sexualmente e psicologicamente e também foi vítima dos abusos do homem que o gerou.
Para camuflar o transtorno que passa o jovem se acostumou a mentir desde cedo, escondendo seus sentimentos e traumas até mesmo de seus amigos mais íntimos, Pedro e Carla.

Ao ver na natação um ponto de fuga para sua vida, Eric precisa decidir se toma coragem para enfrentar seus demônios ou se fica para proteger a única pessoa que compartilhou dessa dor e que mais foi afetada com isso: sua mãe.

Com uma proposta profunda e melancólica que particularmente me atrai em grande parte dos livros que leio, "Onde os demônios habitam" de Bela Nine, tenta trazer a literatura a vida de um jovem que precisa de ajuda, mas que por medo nunca teve coragem de dar um grito de socorro.

Pela sinopse pude me identificar um pouco com Eric, então o livro era daqueles que provavelmente iria fazer parte da minha lista de favoritos. Com grande pesar digo que essa não foi uma das minhas melhores leituras do ano e que a autora não soube aproveitar uma história com um gancho perfeito para fazer com que inúmeros leitores derramassem suas lágrimas.

O foco do livro, ao menos em teoria, é em Eric. No começo do livro temos uma cena forte que explicaria dali pra frente a personalidade do personagem, mas nas primeiras cem páginas não consegui gostar nem um pouco de Eric e muitas de suas atitudes egocêntricas que me tiravam do sério. Após algumas páginas o enredo já não estava mais fazendo sentido para mim e o foco da história foi para muito longe, fazendo com que eu me perguntasse onde estava a proposta que foi tão atrativa para mim na sinopse.

Não senti a necessidade de tratar alguns assuntos de outros personagens naquele momento, pois foi uma necessidade que só ultrapassou a história principal e não trouxe uma resolução para nada que foi tratado no enredo. Entendo perfeitamente que teremos outro livro, mesmo assim gostaria que houvesse um desenvolvimento mais profundo no que se passava na casa de Eric.

O livro precisa de uma revisão mais detalhada. A falta de travessão me incomodou muito no começo, e mesmo que tenha se tornado normal depois de um tempo não consegui deixar de notar que faltou muita atenção por parte da editora nesse ponto.

Os assuntos tratados no livro são profundos, nós temos personagens que precisam muito se expressar, (o que se tornou um ponto interessante, visto que nós vivemos em um sociedade com jovens que precisam falar de seus sentimentos, medos, etc), um final muito interessante e impactante. Eu só queria mesmo que toda história fosse mais organizada e focada na família de Eric.

A leitura não foi tão agradável quanto foi esperado da minha parte, mesmo assim fiquei um pouco curiosa para saber o desfecho de Eric e seus problemas. Fico no aguardo para saber se o próximo volume irá me agradar totalmente ou não.

Resenha feita em parceria com a Editora Autografia.

Você pode ler também

0 Comentários:

ATIVE AS NOTIFICAÇÕES de resposta clicando em "Notifique-me", no canto DIREITO da caixa de comentários.
Isso aumenta a interação entre blogueiro e leitor e você pode ler minha resposta :)