Resenha| A Garota do Calendário - Março, de Audrey Carlan

00:03 Sofia Trindade - Fórmula do Amor 0 Comments


Autora: Audrey Carlan / Ano: 2016 / Páginas: 144 / Editora: Verus / Nota: 2,5/5
Sinopse: Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Mia vai passar o mês de março em Chicago com o empresário Anthony Fasano, que a contrata para fingir ser noiva dele. A princípio Mia não entende por que um homem tão lindo e másculo precisa de uma falsa noiva.

De volta a rotina de Acompanhante, Mia está pronta para conhecer seu novo cliente e ganhar o dinheiro necessário para sanar a divida altíssima que seu pai fez. A pior parte disso tudo não é nem ser uma acompanhante, mas sim porque o homem a quem seu pai deve é seu ex namorado, que para deixar a vida de Mia pior do que já estava, deu uma surra em seu pai fazendo com que ele entrasse em coma.

Nesse mês Mia terá que ser noiva de Anthony, um herdeiro de família tradicional italiana, que esconde um grande segredo da mídia e de seus familiares. Colocando seus dons de atriz em pratica, Mia encarna a boa noiva e passa o mês de Março conhecendo pessoas maravilhosas e até mesmo revivendo o passado com alguém que marcou sua vida profundamente.

Fica um pouco complicado fazer um resumo simples de um livro que já é curto, ainda mais quando ele é o terceiro livro da série. "A Garota do Calendário - Março" continua narrando a vida de Mia com acompanhante de luxo e seus clientes. Não sou muito critica com livros hot porque leio poucos e sei o proposito diferente que eles carregam, mas o pouco que leio já consigo avaliar de alguma forma. Audrey Carlan tem um jeito mais simples de escrever, e muitas vezes esse jeito trás uma história vaga e rápida demais.

Sei que como a história se passa em apenas um mês fica um pouco complicado dosar a velocidade do enredo, mas nos quatro livros que li da série até hoje (li o mês de Abril também), percebi que a autora demora demais desenrolando o começo e depois, na pressa, joga todos os fatos marcantes no final e encerra tudo. Isso deixa a história muito vaga e o leitor com inúmeras perguntas. A vida de Mia em algumas partes fica em segundo plano, mas em outras ela ganha um destaque legal que acaba mostrando uma parte mais intima e sentimental por parte da personagem. Isso tira um pouco o foco das cenas de sexo e não deixa narrativa tão vazia.

"A Garota do Calendário - Março" é aquele livro que se encaixa ou não no seu gosto. Ao todo para mim a leitura não foi espetacular, porém não foi tão desperdiçada. Foi razoável, até então.  A leitura é mesmo dedicada pra quem gosta do gênero ou escolheu ler algo mais leve para passar o tempo, como eu. Então é recomendado que você tenha um dos dois itens que citei para iniciar a série.

Resenha feita em parceria com o Grupo Editorial Record.

Você pode ler também

0 Comentários:

ATIVE AS NOTIFICAÇÕES de resposta clicando em "Notifique-me", no canto DIREITO da caixa de comentários.
Isso aumenta a interação entre blogueiro e leitor e você pode ler minha resposta :)