Resenha| Confissões de um Amigo Imaginário, de Michelle Cuevas

00:03 Sofia Trindade - Fórmula do Amor 1 Comments

Resultado de imagem para Confissões de um amigo imaginário
Autora: Michelle Cuevas / Ano: 2016 / Páginas: 176 / Editora: Galera Júnior / Nota: 5 (Favorito)
Sinopse: Uma imperdível aventura de alguém que descobre existir apenas na imaginação de uma garotinha. Um livro para todos aqueles que, um dia, já se sentiram à margem, deixados de lado... invisíveis Jacques tem uma leve suspeita de que ninguém gosta dele. Professores o ignoram solenemente quando levanta a mão e até mesmo seus pais precisam ser lembrados de colocar um lugar à mesa para ele! Graças a Deus por Fleur, a irmã e companheira constante. Mas então Jacques descobre uma verdade devastadora: ele não é o irmão de Fleur; é seu amigo imaginário! E aí começa uma tocante e divertida busca por seu eu verdadeiro. Uma imperdível jornada em busca do significado da vida leva Jacques de encontro às mais peculiares crianças, imaginárias e reais, e o faz descobrir a incrível e invisível maravilha de ser quem se é.

"Confissões de um Amigo Imaginário" é um livro infantil carregado de emoções e lições de vida. O livro mostra a vida de Jacques, um garoto que vive aventuras imaginárias incríveis ao lado da irmã, mas que se sente invisível para o resto do mundo.
A vida de Jacques vira de ponta cabeça quando ele descobre que realmente é invisível para o resto do mundo, pois Jacques é um amigo imaginário, que foi criado pela pessoa que ele mais ama. Sua irmã.

Revoltado com o fato de não ser real e mais revoltado ainda por descobrir que não tinha vida própria, a não ser a imaginada pela criadora, Jacques aprende uma forma de se libertar da mente que o imaginou e parte em busca de novas aventuras. Mas um detalhe importante o amigo esqueceu de aprender: Jacques será sempre imaginário e nunca será totalmente livre, totalmente real.

Michelle Cuevas teve uma imaginação e simplicidade tão incrível na hora de criar a historia de Jacques, que me apaixonei logo de cara. Mesmo sendo um livro mais leve, puxado para o público infantil, podemos sentir a carga emocional que o enredo possui. A autora tem uma escrita muito boa de ser lida, então a gente acaba lendo o livro em poucos dias.

Jacques teve que aprender a se redescobrir, a se permitir sentir coisas novas, e com isso ele acabou mudando não só sua vida como a vida das pessoas que ele passou. Foi praticamente impossível segurar as lágrimas com o desfecho lindo que a história possui. Me senti honrada por ter tido a oportunidade de ler algo tão bom, tão tocante e emocionante. Sem dúvidas "Confissões de um Amigo Imaginário" marcou minhas leituras do ano e da vida também.

Preciso espalhar para o mundo o quão bom o livro é, e recomendar a todos que leiam e reascendam a chama imaginaria que existe dentro de nós.

"As vezes, problemas imaginários são mais difíceis de suportar do que problemas reais".
Resenha feita em parceria com a Editora Galera Record.

Você pode ler também

Um comentário:

ATIVE AS NOTIFICAÇÕES de resposta clicando em "Notifique-me", no canto DIREITO da caixa de comentários.
Isso aumenta a interação entre blogueiro e leitor e você pode ler minha resposta :)