Resenha: Confissões de Uma Garota Excluída, Mal - Amada e (Um Pouco) Dramática

00:10 Sofia Trindade - Fórmula do Amor 18 Comments


 Confissões de Uma Garota Excluída, Mal - Amada e (Um Pouco) DramáticaTítulo: Confissões de Uma Garota Excluída, Mal - Amada e (Um Pouco) Dramática
Autora: Thalita Rebouças
Ano: 2016 / Páginas: 272
Editora: Arqueiro
Nota:

Sinopse: Tetê acaba de se mudar com a família toda para Copacabana, no Rio de Janeiro, para a casa dos avós. O lindo e espaçoso apartamento da Barra da Tijuca em que morava teve que ser vendido, pois com a crise o pai foi demitido, e o resultado é que a vida dela virou de cabeça para baixo. Além de perder a privacidade, tendo que dividir o espaço com cinco parentes malucos que brigam o tempo todo, ela perdeu todas as suas referências. A única coisa que a deixa feliz é cozinhar. E, claro, comer as delícias que faz.
O lado bom foi se livrar do antigo colégio, no qual sofria bullying por causa de seu jeito peculiar. Sem contar sua desilusão amorosa... O problema é que ela está apavorada, porque agora tudo será novo e estranho, com o ensino médio, com a nova escola, e sem conhecer ninguém. E morre de medo de ser excluída ou de sofrer bullying novamente. Ela está bem mal, para dizer a verdade. Ou talvez seja um pouco de drama, porque já no primeiro dia as coisas parecem ser um pouco diferentes... Pelo jeito, tudo vai mudar, e para melhor.


Resenha: "Precisamos conversar um pouco com Thalita Rebouças". Foi isso que comecei a pensar quando comecei a ler as 17 primeiras páginas do livro. Essa não é a primeira história da autora que eu leio, então o campo estava cinquenta por cento preparado para o que viria na história. Porém em algumas páginas o campo secou e tudo que sobrou para mim foi um pouco de surpresa por estar lendo tudo aquilo.
Tetê, apelido para Teanira, é uma menina de 15 anos que por não estar dentro dos padrões de beleza desejados pela sociedade acaba sendo excluída, rejeitada e passa por situações constrangedoras em sua escola. A menina acaba tendo que se mudar com sua família para a casa dos avós, depois que seu pai perdeu o emprego que garantia o sustento deles. Para ela foi um alivio, pois mudando de bairro ela mudaria também da escola onde era tão humilhada.

Indo para outra escola Tetê se vê destinada a fazer amigos e dar um rumo na sua vida. E isso acaba acontecendo, só que na bagagem ela acaba se apaixonando por Erick, o famosinho da escola que infelizmente namora com Valentina, a megera. Agora Tetê faz de tudo para se afastar de Valentina e se livrar do bullying.

Contando a história dessa forma simples e discreta podemos ver que será mais um livro com confusões e clichês adolescentes sobre diversos assuntos. Mas ao contrario do que se pensa o livro trouxe um peso horrível de frases opressoras, muitas vezes machistas e certamente não era só porque o livro tinha temática bullying.

Logo na primeira página Tetê explica que está sendo praticamente obrigada pela mãe a ir em um psicologo porque para ela a menina é louca pelo simples fato dela ser fechada, triste, sem amigos, desarrumada, que não gosta de se depilar, estar acima do peso e vive querendo cozinhar. Tudo isso é praticamente jogado em cima da personagem sem o maior "cuidado de mãe" nas palavras, sem se importar se uma menina de quinze anos aguentaria ouvir tudo isso sendo dito pela própria família.

Na escola nova por esforço, e trauma de ser excluída, a garota consegue fazer dois amigos, David e Zeca. Zeca é nitidamente gay e possuí uma graça e bordões que nos arrancam várias gargalhadas, mas não passa disso. O personagem não está ali para quebrar nenhum tipo de tabu e acaba contribuindo na "detonação" de Tetê, mesmo ambos sendo amigos a pouco tempo.

O livro tem uma disputa feminina que infelizmente ainda está presente em alguns livros adolescentes. E como se pode imaginar o causador disso, além da implicância de Valentina com Tetê, é o príncipe da história: Erick. Sedendo a pressão da mãe e do amigo, aos poucos Tetê vai mudando sua aparência e se tornando mais bela, o que tirou todo brilho do fato de Tetê ter quinze anos, mas ser uma ótima cozinheira. De todos os livros que li até hoje nunca tinha lido um com uma personagem que sabe cozinhar e isso em momento algum foi um tópico valorizado pela autora, mesmo que na capa e diagramação contenha elementos de cozinha e receitas.

O que me incomodou na história toda foi a forma como um assunto delicado foi extremamente jogado fora e o que era para ser algo como "Parem com o bullying nas escolas! Respeitem as pessoas como elas são" acabou se tornando "Tenha uma fada madrinha que te transforme em uma garota bonita e todo resto estará bem".

A escrita de Thalita é muito boa, tanto é que solicitei o livro por saber disso, mas depois da página cem ficou meio exagerado o jeito como a personagem se expressava e o que era fácil de se ler foi se tornando um fardo. Os diálogos não são tão naturais e acontecem como se fosse uma obrigação eles estarem ali naquele momento. Isso acontece principalmente no final quando tudo começa a correr e para dar uma explicação a algumas coisas a personagem diz tudo que aconteceu em falas enormes com seu psicologo.

Não houve nenhum tato ao tratar do assunto, nenhum tato em se respeitar a escolha de uma pessoa, nenhum tato ao desenvolver o enredo passando uma lição para quem lê. A impressão que ficou para mim foi que o livro todo foi exposto de forma engraçada apenas para divertir uma adolescente, só que não foi pensado que nesse momento uma Tetê pode estar lendo o livro e passando por um momento igual ou pior.

Parabenizo com gosto a perfeição da capa e da diagramação que o livro possuí, mas acredito que os elementos de cozinha se tornaram desnecessários por esse não ser o foco do enredo.
Mesmo o público sendo adolescente, como todos dizem, não acredito que a leitura não possa transmitir uma mensagem, mudar um pensamento e vendo como nossa geração aos poucos está mudando suas ideologias e buscando a liberdade de ser como a personagem era, sem se importar com que as pessoas dizem a leitura toda acabou sendo um retrocesso.

Resenha feita em parceria com a Editora Arqueiro.

Você pode ler também

18 comentários:

  1. Eu li apenas dois capítulos do livro até agora e não estou conseguindo suportar a história, imagina você que leu o livro todo. socorro.
    bom, de qualquer forma até final do ano eu consigo terminar de ler.
    valeu pela opinião sincera ^^

    ResponderExcluir
  2. Não peguei esse livro na news da Arqueiro porque não curto o estilo da autora e porque eu achei a sinopse rasa demais. Vi diversas resenhas e a maioria tinha esse seu ponto de vista. Com isso também vejo que fiz uma sábia escolha ao não pedir o livro.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!!

    Linda, esse livro é tão PERFEITO. Serio, eu li ele em poucas horas, e a narrativa dessa mulher é fantástica demais! Eu amei, serio.. ACHEI MUITO BOM MESMO!


    Oxente, Leitora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, linda. Realmente a escrita da Thalita é muito boa. Que bom que você achou o livro perfeito ;)

      Excluir
  4. Oii,
    Essa é a primeira resenha que vejo do livro e confesso que ele não me chamoua atenção em momento algum. E os pontos que você apontou sei que só ia me irritar, mas obrigada pela resenha sincera.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Olá,

    Gosto muito da temática do livro e embora os pontos negativos que você mencionou também me incomodariam, ainda fico interessada na leitura, pois gosto muito desse clima colegial na história. Futuramente pretendo dar uma chance.

    Abraços
    Cá Entre Nós

    ResponderExcluir
  6. Olá Sofia, não te conheço pessoalmente e já te considero pacas, eu tbm li esse livro e fiquei passada com a forma leviana que a autora tratou a personagem do livro, eu prometi que jamais vou deixar minha filha ler esse livro, eu realmente pensei que ela fosse escrever algo mais maduro, por ser tratar da Editora que é muito respeitada e série, ela mais uma vez provou que não tem maturidade nenhuma para lidar com adolescente, eu fiz uma pesquisa de clima com amigas do meu filho, que simplesmente detonaram o livro. Enfim... Vou deixar minha resenha para vc conferir a minha opinião.
    http://www.livrosajaneladaimaginacao.com.br/2016/06/resenha-confissoes-de-uma-garota.html
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Você é louca!!! Thalita é a melhor escritora da atualidade e esse livro é incrível. Bem escrito, humorado e rápido de ler de tão envolvente que é!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, meu anjo, em nenhum momento disse que ela era ruim. Pelo contrário adimiro muito ela e acho ela um amor de pessoa, mas existe uma coisa chamada opinião e ponto de vista. Da mesma forma que você veio aqui e deu sua opinião eu fiz a resenha e dei a minha e não, eu não sou louca por isso. Beijos e volte sempre.

      Excluir
  8. Oie
    noss,a finalmente alguém que concorda comigo seobre o livro, foi uma leitura que me incomodou muito e que não gostei nada, adoro a thalita como pessoa mas infelizmente esse livro dela me fez repensar muito haha, os mesmos pontos que te incomodaram me incomodaram extremamente

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Geralmente nossas opiniões batem bem :) pelo menos sobre alguns livros que li no seu blog. Eu tmb adoro a Thalita. As entrevistas dela são hilárias, mas esse livro foi o pecado dela :(

      Excluir
  9. Olá!
    Eu ainda não li nada da Thalita, mas morro de vontade de conhecer a escrita dela.
    Eu já li várias resenhas positivas e várias resenhas negativas sobre o livro, então confesso que fico meio em cima do muro.
    É uma pena que a autora não tenha aproveitado o tema para desenvolver ele de forma leve, mas ainda assim passar uma mensagem verdadeira aos leitores.
    Também acho que ela poderia ter desenvolvido esse lado cozinheira da personagem, não fez muito sentido ter esse detalhe se não é explorado.
    Essa edição está maravilhosa, ótimo trabalho da arqueiro.
    Uma pena que o livro não tenha sido uma boa experiência para você. =/
    Sua resenha ficou ótima e desejo que a próxima leitura seja melhor!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi, Sofia!
    Eu conheço a autora de alguns eventos e sei de suas obras, ma ainda não tive pique pra ler, justamente por ela gostar muito de escrever de forma comercial(gêneros e enredos que fazem 'sucesso' sem esforço, clichês, triângulos amorosos, etc). Esse livro nunca me chamou a atenção por conta do enredo voltado ao público adolescente, apesar da capa ser bacana e da premissa parecer boa. Daí todas as resenhas dele dizem a mesma coisa, que a autora pegou um tema e não soube o que fazer com ele. Pena... Tomara que o próximo te agrade. bj!

    ResponderExcluir
  11. Hello! Tudo bem?
    Achei linda demais a capa do livro da Thalita Rebouças, mas confesso que nao gostei nadinha da premissa do livro.
    Pra começar achei o titulo, Confissões de Uma Garota Excluída, Mal - Amada e (Um Pouco) Dramática, bem machista.
    E a hitoria em si nao me despertou nenhum interesse, acho que ela faz graça demais com o bullying e nao gostei de como foi abordado.
    Gostei do modo que apresentou o livro, foi bom conhecer mais da historia e da sua opniao.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  12. Olá Sofia, ainda não li nada desta autora, mas já vi alguns comentários bem positivos sobre outros livros dela, uma pena que nesse ela não tenha sabido como tratar o tema e tenha criando um enredo não muito agradável =/

    Visite "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  13. Muito boa sua resenha. O livro não é bem meu forte de leituras, mas a premissa é admirável, comum, mas realista e até importante.
    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi Sofia, tudo bem?
    Poxa, me decepcionei com o que li aqui. Como você também nunca li um livro no qual a garota saiba cozinhar. Eu não concordo muito com o decorrer da trama sabe, sei la, muita coisa que foi trasmitida ai eu não concordo mesmo e acho que é um livro que merece uma ampla discussão, não só na blogsfera como em sala de aula.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Sofia! Fiquei realmente impressionada com a sua resenha, eu não li o livro, mas depois de ler aqui tive a sensação der ter lido.
    Sinceramente, nada da Thalita me chamou atenção até hoje, sempre foi uma coisa meio "morna" quanto aos livros dela e, me desculpe, meio fútil.
    Meu blog era parceiro do seu lá no comecinho, quando o meu tinha outro nome, por muitos anos fiquei "fora", mas agora estou com vontade de recomeçar, com resenhas. Se puder, dá uma passadinha lá, muitas modificações estão sendo feitas. Bjos

    mocadolivro.blogspot.com

    ResponderExcluir

ATIVE AS NOTIFICAÇÕES de resposta clicando em "Notifique-me", no canto DIREITO da caixa de comentários.
Isso aumenta a interação entre blogueiro e leitor e você pode ler minha resposta :)